Dormir é uma necessidade de todos, porém, muitos sentem dificuldades para ter uma noite de sono tranquila, o que provoca um estado de nervosismo e dificuldade de concentração. Segundo a otorrinolaringologista e médica especialista em sono, Angela Beatriz Lana, as pessoas que sofrem de insônia, ou aquelas que dormem pouco ou ainda as pessoas privadas de sono, como as mães de recém-nascidos, por exemplo, costumam ser irritadas e impacientes, e o trabalho e o relacionamento dessas pessoas com outras podem se tornar impossíveis.

“Erros no trabalho são mais comuns, as atividades são realizadas com maior dificuldade e demandam mais tempo para serem finalizadas, pelo raciocínio estar mais lento. O ambiente de trabalho e o familiar ficam tumultuados por brigas sem sentido, causadas por assuntos que seriam banais em situações de menos estresse”, explica ela.

Por isso a necessidade de dormir bem. Se não é possível evitar certas situações de estresse do dia a dia, que fazem com que as pessoas percam o sono – afinal todo mundo já teve os seus dias de insônia –, é possível fazer pequenos ajustes na rotina e no ambiente de dormir, a fim de melhorar o sono.

Por exemplo, muitas pessoas optam por praticar exercícios à noite, porém, quando eles são muito intensos não devem ser praticados logo antes de dormir, pois diminuem o sono, já que o corpo leva mais tempo para desacelerar. “Já a prática de atividades físicas de moderada intensidade e com regularidade ajuda a pessoa a ter um sono mais profundo”, explica a especialista.

O travesseiro e o colchão também são dois fatores importantes. Eles devem ser escolhidos de acordo com o gosto pessoal, mas vale lembrar que os alérgicos devem evitar materiais de preenchimento, como penas e plumas, que pioram a rinite alérgica. Outro ponto importante é que travesseiro tem prazo de validade, fique de olho no seu.

A temperatura também exerce uma importante influência na manutenção do sono. Extremos de temperatura provocam uma maior movimentação do corpo e a sensação de sono não reparador, por isso a temperatura do quarto deve ser amena.

O consumo de bebidas alcoólicas também pode fazer a pessoa não dormir bem. “Na verdade, ela pode ajudar a pessoa a iniciar o sono, mas geralmente leva a um sono fragmentado, com muitos despertares, e quando acorda o indivíduo tem a sensação de estar ainda cansado”, explica Angela, por isso o ideal é evitar as bebidas alcoólicas perto do horário de dormir.

Deve-se evitar a exposição a luz forte à noite. “O hábito de usar o computador na cama realmente atrapalha o sono. A luz emitida pelas telas é recebida pelos nossos olhos na retina e reduz a produção da melatonina (hormônio regulador do sono)”, explica a especialista. Por isso, o ideal é evitar ficar no computador pouco antes de dormir, pois isso pode lhe tirar o sono.

A dica final da especialista é manter uma rotina. “A escuridão e o silêncio do quarto somados a uma rotina de sono, ou seja, acordar e levantar na maioria dos dias nos mesmos horários, também são importantes para assegurar uma boa noite de sono”, finaliza Angela.

 

Saiba mais através do site: www.dormeplus.com.br